19 mar, 2018 0:00

O artesanato sergipano é considerado um dos mais belos e ricos do país. Sergipe exporta produtos e possui artesãos referências, que são participantes de feiras internacionais. Motivo de orgulho para o estado, o artesão terá o seu dia comemorado no Centro do Turismo, em Aracaju, nessa segunda, 19, em uma programação montada pelo governo do Estado, por meio da Secretaria do Turismo, com apresentações culturais, música, cinema e tratamento de beleza para as artesãs.

O secretário de Estado do Turismo, Fábio Henrique, explicou que o artesanato é um dos valores que mais agrega ao turismo. “Nenhum turista visita um local e não leva uma lembrança, um mimo, para as pessoas que ele gosta. Temos artistas renomados mundialmente como o Véio, o Beto Pezão, a Judith Melo, Caaã entre outros. Um destaque para a renda irlandesa, que é patrimônio nosso. A multiplicidade de produtos faz com que sejamos um dos estados mais ricos, com variedades e qualidade artesanal”, defendeu Fábio Henrique.

O Dia do Artesão será comemorado a partir das 12h30, com forró; as 15h, será apresentado o filme “Feito à mão”, no Cine Vitória; às 15h30 acontecerão apresentações de capoeira; às 17h, show com Domingos Vassoral; e durante toda à tarde haverá tratamento de beleza da Mary Kay para as artesãs.

“Existe um trabalho muito grande entre o governo do Estado, o Sebrae e outras instituições  para o melhoramento desse artesanato. Os artesãos ainda encontram dificuldades em ter espaços para divulgar os seus trabalhos. Por isso, a importância de espaços como o Centro de Turismo, onde os turistas encontram as peças e também têm a chance  de ver vários artesãos produzindo as suas peças”, disse Léa Duarte, assessora especial de Turismo – Sectur/SE.

Um mês de Memorial

Dia 16, o Memorial do Artista Sergipano completou um mês de existência e tem motivos à comemorar, sendo um destaque nas comemorações do Dia do Artesão. Com menos de 30 dias de funcionamento, já recebeu mais de 1,2 mil visitantes de 13 estados, além de turistas da Ucrânia, de Portugal, da Holanda, da Espanha e dos Estados Unidos.

O secretário Fábio Henrique destacou que o Memorial do Artista Sergipano, que fica localizado no Centro de Turismo, visa a homenagear os artistas dos mais diversos municípios sergipanos. Lá, é possível encontrar esculturas em barro, em pedra e em madeira; pinturas; artes plásticas; grafite; rendas, utensílios em couro e bonecas.

Léa Duarte afirmou que o artesanato tem que encontrar mais apoio dos sergipanos. “Muitas vezes os artesãos possuem técnicas e são caprichosos, mas não têm a noção do trabalho deles, nem a comunidade em que ele vive também, e de quem deve procurar para obter informações”, explicou a assessora. Os turistas que tiveram um maior fluxo no Memorial foram da Bahia, seguido dos Paulistas, depois dos Pernambucanos, dos Cariocas, dos Gauchos e dos Mineiros.

Fonte: ASN