Após evento que contou com a presença do governador Belivaldo Chagas, técnicos da Setur e Mtur tiraram dúvidas e atenderam individualmente profissionais dos municípios sergipanos.

Durante a realização da primeira fase do projeto ‘Construindo o Turismo de Sergipe’, promovido pela Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e baseado nas ações do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Setur/Prodetur), os municípios sergipanos receberam suporte técnico e consultoria em projetos ambientais, infraestrutura, Sistema de Convênios (Siconv), entre outros assuntos.

A ação aconteceu no último dia 28 de março, no hotel Del Mar, em parceria com o Ministério do Turismo (Mtur) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que na oportunidade, abordou sobre as ações do Prodetur+Turismo e as linhas de crédito disponíveis para o setor púbico e privado, além de entregar ao governador Belivaldo Chagas o Selo +Turismo.

Segundo o secretário da pasta, Manelito Franco Neto, o atendimento aos representantes dos municípios superou as expectativas da organização. “Os técnicos da Setur e do Prodetur atenderam um grande número de pessoas. Algumas cidades, inclusive, enviaram mais de um profissional na ideia de captar o máximo de conhecimento para execução de seus projetos”, comemorou.

Para o secretário, a participação do coordenador Geral de Desenvolvimento Territorial do Ministério do Turismo, Eduardo Madeira, também foi essencial na construção deste trabalho. “Ações deste porte fortalecem as tratativas baseadas nas políticas públicas, já que se tratam de programas desenvolvidos pelo estado para garantir e colocar em prática direitos que são previstos na Constituição Federal e em outras leis”, completou o gestor do turismo.

Entre os participantes a satisfação era perceptível. A diretora de Cultura do município de Glória, Miriam Amaral, por exemplo, não escondeu o entusiasmo do serviço prestado na ocasião. “Trouxemos alguns projetos que temos o intuito de colocar em prática no município, como o ‘Arte na Praça’ e a ‘Casa do Artesão’, que será dedicado a realizar oficinas, feiras e exposições. Os esclarecimentos foram pertinentes e despertou ainda mais nossa confiança para executá-los”, disse.